Tranças: melhores opções para cachos e crespos em transição

As tranças são um tipo de penteado que está sempre se renovando. Existem inúmeros estilos que combinam com todos os tipos de cabelo e que se adaptam a qualquer ocasião. Neste post, a gente mostra algumas versões bacanas desse penteado para você se inspirar. Confira!

Tranças: versatilidade e estilo para qualquer ocasião

Toda mulher já passou por aquele dia em que nenhum penteado fica bom. O Bad Hair Day é bem comum, mas não precisa ser um empecilho na rotina. Em dias como esse, optar pelas tranças é uma excelente solução. A maioria delas envolve grande parte do cabelo, o que ajuda a disfarçar aqueles detalhes indesejados.

Esse é um penteado neutro e muito versátil. Dependendo da ocasião, você pode mudar todo o look apenas acrescentando um acessório legal ou mudando a maquiagem e a roupa. A trança embutida, por exemplo, é um dos penteados para casamento mais escolhidos, mas ela também pode ser usada para passar um dia no parque ou para uma festa casual.

Para quem está passando pela transição capilar, outro ponto positivo dos penteados com trança é que esse estilo ajuda a diminuir o contraste entre as duas texturas de cabelo.

Tranças: ideias diferentes para cabelos em transição

Além das tranças tradicionais, existem várias opções para as mulheres que estão passando pela transição capilar. Uma sugestão é a Trança Boxeadora, que consiste em duas tranças embutidas, uma de cada lado da cabeça. É um visual estiloso e que tem sido adotado por muitas meninas cacheadas e crespas.

Outra ideia legal é a Trança Escama de Peixe. Ela é ótima para situações formais ou informais, tudo vai depender da composição do visual e dos acessórios utilizados. Você pode usá-la tanto com um terninho para trabalhar como com um vestido mais romântico para um dia ao ar livre.

Já a Tiara de Trança é ótima para os dias em que você fizer texturização nos fios alisados. Para compor o penteado, basta fazer duas tranças finas, uma de cada lado da cabeça, e prendê-las no topo com alguns grampos, formando uma tiara. O restante do cabelo ficará solto com os cachos lindos que você texturizou.

Tranças afro: inspirações para cabelos tipo 4

Para as meninas que possuem cabelos com curvatura do tipo 4ABC, existem algumas técnicas lindas de trançado, como a Nagô e as Box Braids.

As Tranças Nagô são pequenas trancinhas ligadas ao couro cabeludo feitas em fileira. Elas podem seguir no sentido reto, da testa para a nuca ou podem ser estilizadas com curvas, desenhos, zigue-zagues e outras formas.

As Box Braids são um tipo de trança feito com a adição de fios sintéticos aos cabelos naturais. Essas extensões dão mais volume aos cabelos e geralmente são feitas de Jumbo ou Kanekalon. Além de ser superestilosa, essa técnica também auxilia na proteção do cabelo e conserva o crescimento do fio.

Das mais simples às mais elaboradas, as tranças são sempre uma excelente opção. Escolha a que mais combina com você!

Reconstrução Capilar: qual a importância e como fazer?

A reconstrução Capilar é uma das três etapas que constituem o cronograma capilar. Trata-se do procedimento responsável por devolver as propriedades naturais dos fios, reestruturando a fibra capilar danificada.

Esta é uma etapa de grande importância para os cabelos em transição, pois é o que irá garantir fios mais saudáveis e fortes durante todo o processo. Neste post, a gente te conta qual é a importância e como fazer a reconstrução capilar.

Por que fazer a Reconstrução Capilar?

Cabelos em transição costumam ser mais fragilizados devido às agressões da química, do secador e da chapinha, por isso, durante o período em que a raiz está crescendo e os fios estão com as duas texturas, cabelos sem nenhum tipo de cuidado correm o risco de ficarem quebradiços e sem vida.

O objetivo da reconstrução capilar é devolver os nutrientes que seu cabelo perdeu, evitando a quebra dos fios e garantindo um aspecto saudável.

Qual máscara de reconstrução eu devo usar?

O ideal é escolher uma máscara que tenha em sua fórmula os componentes necessários pela reposição da estrutura dos fios. Uma boa máscara deve conter nutrientes como queratina, arginina, colágeno, proteínas, creatina e cisteína.

Dicas de produtos para Reconstrução Capilar

A Salon Line está constantemente desenvolvendo os melhores produtinhos para o seu cabelo. Duas dicas de máscara de reconstrução que você pode usar são a Mega Ampola {R de Reconstrução}, da linha #TodeCacho, que possui fórmula enriquecida com colágeno, queratina e creatina, e a máscara Bioreconstrução, da linha Tô Podendo, que possui em sua fórmula um mix de proteínas, queratina e colágeno. Escolha a que mais se adapta às necessidades do seu cabelo!

Como fazer Reconstrução Capilar

Primeiro, estabeleça em seu Cronograma Capilar quais dias serão destinados à hidratação, à nutrição e à reconstrução.

Se você optar pela Mega Ampola {R de Reconstrução}, com o cabelo limpo e úmido, aplique o produto, mecha por mecha, massageando no sentido da raiz para as pontas. Deixe agir por dois minutos e enxágue.

Caso você opte pela máscara Bioreconstrução, é só realizar o mesmo procedimento, deixando o produto agir por três minutos.

Cabelos

A transição capilar é um processo de autoconhecimento e reconhecimento dos seus cabelos. É um momento muito importante na vida das cacheadas e crespas, que por muito tempo submeteram os fios a procedimentos químicos. É durante a transição que você abraça a sua identidade original.
Para passar por esse período de forma tranquila, é necessário manter uma rotina de cuidados com os cabelos em transição e usar os produtos adequados. Nesta seção, a gente te dá dicas de cortes de cabelo, de penteados lindos para cabelos curtos, de como cuidar dos cabelos com luzes, de produtinhos que diminuem a queda de cabelo devido à quebra e várias outras coisinhas para te inspirar e te ajudar durante todas as fases da sua transição.
Mas antes de conferir essas dicas, é importante saber qual é a curvatura dos seus cachos e crespos. Assim, você aprende a lidar com os fios da maneira correta e com os produtos certos.
A curvatura dos cabelos pode variar do 2A até o 4C. Mas relaxa, não existe essa história de cacho ideal, cada cacho é um cacho e cada crespo é um crespo. A ideia não é hierarquizar os tipos de cabelo, mas identificar as características e necessidades de cada um.

Cabelos ondulados (2ABC)

Os cabelos ondulados têm a raiz mais lisa e não formam cachos, mas ondulações por todo o comprimento.
2A: Fios quase lisos e com pouco volume.
2B: Ondas mais marcadas e fios com mais tendência ao frizz.
2C: Ondas marcantes e cachos mais abertos. Os fios têm mais volume.

Cabelos cacheados (3ABC)

Este tipo de cabelo costuma ter cachos bem definidinhos e mais tendência ao ressecamento. Costumam ser mais densos e volumosos.
3A: Cachos grandes, soltos e mais espaçados.
3B: Cachos menores, mais fechados e com formato em espiral bem marcado.
3C: Cachos mais fechadinhos e densos, com fios mais grossos.

Cabelos crespos (4ABC)

Cabelos com tendência ao volume e, geralmente, mais frágeis. Os fios são mais enroladinhos e encolhem mais.
4A: Fios bem enroladinhos desde a raiz. Ganham volume com facilidade.
4B: Cachos ainda menores do que os de tipo 4A. Seus fios são mais frágeis, por isso, é importante desembaraçar com bastante cuidado para evitar a quebra e, consequentemente, a queda de cabelos quebradiços.
4C: Fios com formato em Z, com cachos mais estreitinhos em algumas partes e sem cachos em outras. Os fios são bem juntinhos e podem encolher bastante. Para garantir mais volume, você pode usar o pente garfo!

Com todas essas dicas, sua transição capilar tem tudo para dar certo!

Penteado: dicas e inspirações para você acertar na escolha

Quem passa pela transição capilar, sabe que um bom penteado pode ser uma ótima alternativa para os dias em que o cabelo não quer colaborar, já que ele ajuda a lidar com a diferença entre as duas texturas. Cuidar dos fios em transição requer paciência e, acima de tudo, criatividade. Por isso, separamos alguns penteados bacanas para você se inspirar e usar no dia a dia. Confira!

Penteado: qual usar no dia a dia?

Existem inúmeras possibilidades de penteados que combinam tanto com os cabelos longos quanto com os mais curtos. A dica é escolher um penteado que seja versátil, ou seja, que combine com várias ocasiões. Coques, tranças, rabos de cavalo e semipresos são ótimas opções! Apenas acrescentando um acessório e trocando a maquiagem, esses estilos se adequam desde situações casuais até eventos mais sérios.

Penteado: ideias criativas para cabelo curto

Para as meninas que resolveram fazer o Big Chop, uma das dicas para cabelo em transição é abusar de penteados feitos com acessórios, como bandanas, faixas de cabelo e tiaras. Em alguns casos, apenas grampos e um elástico de cabelo são suficientes para resultar em um penteado lindo!

Uma sugestão é o Rabo de Cavalo Puff, que dá um volume bacana para os cabelos no topo da cabeça. Depois de finalizar os fios, coloque todo o comprimento das madeixas para cima e prenda com um elástico de cabelo. Você pode acrescentar uma tiara se quiser dar mais charme ao visual.

Outro penteado bacana e simples de fazer é o coque duplo. Neste, os fios precisam estar um pouco maiores, mais ou menos na altura do ombro. Divida o cabelo verticalmente em duas partes, faça um coque com cada parte do cabelo no topo da cabeça e prenda com alguns grampos.

Você também pode optar por um estilo semipreso! Divida o cabelo de forma que os fios fiquem mais para um lado do que para o outro. Em seguida, jogue todo o comprimento dos fios para o lado com mais cabelo. Depois, separe uma mecha da lateral com menos cabelo e torça os fios. Por fim, prenda a mecha bem rente ao couro cabeludo na parte de trás da cabeça. Repita o processo até que toda a lateral esteja preenchida com mechas torcidinhas.

Penteado: opções fáceis para festas

Duas opções clássicas e que ficam ótimas nos cabelos em transição são o coque rosquinha e a trança embutida. Ambas são opções fáceis de fazer, e com o acessório certo, garantem um look de festa incrível!

Para fazer sua trança embutida, jogue todo o cabelo para trás, separe uma mecha no topo da cabeça e divida-a em três.

Depois, comece o processo como se fosse uma trança normal, mas a cada vez que for cruzar uma das mechas laterais por cima da mecha central, acrescente um pouco mais de cabelo. Comece com os fios soltos perto da testa e vá descendo, sempre acompanhando o trançado.

Continue a acrescentar mais fios até chegar à nuca. Todo o volume do cabelo deverá estar envolvido na trança. Para finalizar, continue o penteado como uma trança simples e prenda a ponta com um elástico de cabelo.

O coque rosquinha é ainda mais simples! Basta prender o cabelo em um rabo de cavalo e passar os fios por dentro de um molde em forma de rosquinha. Depois, espalhe os fios pelo molde de forma que ele fique escondido pelo cabelo. Em seguida, prenda com um elástico e esconda as pontinhas que sobraram.

Escolha seu penteado preferido e arrase!

Corte de cabelo curto: opções para o Big Chop

Uma das etapas mais marcantes da transição capilar é o big chop, momento em que toda a parte do cabelo alisada com química é cortada, deixando apenas a raiz com a textura natural. Mas o seu BC não precisa ser apenas isso, você pode aproveitar o momento para escolher um corte superestiloso e que marque essa nova fase da sua vida. Confira inspirações e escolha o corte de cabelo curto que mais combina com você.

Corte de cabelo curto: qual o comprimento ideal?

O comprimento ideal para o seu corte de cabelo é algo bem relativo e vai depender do quanto você está disposta a cortar. Se não deseja fios tão curtinhos, o ideal é esperar até que a raiz atinja o comprimento que você quer que seus cabelos tenham após o big chop. Mas se você não se importa de ter cabelos curtos, não há necessidade de esperar tanto para cortar. Opte pelo que te deixar mais confortável e segura.

Corte de cabelo curto: estilos para você se inspirar

Existem várias opções bacanas de corte de cabelo curto para as crespas e cacheadas em transição que decidem fazer o big chop. Um exemplo é o tapered hair, um corte feminino curto em que as laterais ficam bem baixinhas e o centro da cabeça, com mais volume, quase como um moicano. Você pode ainda optar por deixar uma divisão lateral mais marcada, para dar ainda mais estilo ao corte.

Outra opção legal é o pixie hair, um corte que dá mais destaque à franja. Ele se caracteriza por ter as laterais e a parte de trás da cabeça mais desfiadas e rentes ao couro cabeludo, com uma franja mais longa e volumosa. Fica bem tanto para as cacheadas quanto para as crespas e crespíssimas.

Você também pode optar pelo short bob, a versão curtinha do long bob. Esse corte curto feminino é feito na altura dos ombros ou mais acima, e tem as pontas da frente mais longas, formando um leve bico. O cabelo da parte de trás é repicado e mais curtinho, o que proporciona mais movimento aos fios.

Cabelos curtos: penteados para arrasar com as madeixas curtinhas

Para cortes como o tapered e o pixie hair, você pode optar por um penteado bem simples com bandana! Basta dobrá-la em um triângulo e depois dobrar a ponta do tecido. Em seguida, posicione-a atrás da cabeça, cobrindo o cabelo da nuca e das laterais. Por fim, puxe as pontinhas do tecido para a frente e dê um nó na altura da testa. O resultado fica lindo e dá mais destaque ao volume do cabelo no topo da cabeça.

Já para o short bob, você pode optar pelo coque duplo. Basta dividir o cabelo verticalmente em duas partes e depois fazer um coque com cada uma dessas partes, no topo da cabeça.

Para garantir os melhores penteados para cabelos curtos, abuse da criatividade e invista em acessórios como tiaras, faixas de cabelo e bandanas, e tenha vários grampinhos sempre em mãos!

Escolha seu corte de cabelo curto preferido e passe pelo seu big chop da melhor forma possível!

Como fazer o cabelo crescer mais rápido: dicas para potencializar o crescimento dos fios

Como fazer o cabelo crescer mais rápido é uma dúvida comum de quem está passando pela transição capilar. Antes de tudo, é importante ter em mente que não existem milagres quando o assunto é crescimento, pois, naturalmente, nosso cabelo cresce de 1 a 1,5 cm por mês e o que pode ser feito é adotar uma série de cuidados que garantam que os fios cresçam com todo o seu potencial. Confira algumas dicas fundamentais.

Vitamina para crescer cabelo: alimentos que impulsionam o crescimento capilar

Uma alimentação balanceada é o principal ponto que deve ser trabalhado para potencializar o crescimento capilar. Cabelos fracos sem os nutrientes necessários não têm força para crescer e têm mais tendência à quebra.

A ingestão de alimentos como legumes, nozes, frutas, iogurtes, peixes e carnes irá garantir que você obtenha os nutrientes necessários para o crescimento saudável e natural do cabelo, como as Vitaminas A, B, B6, C e D, além de Minerais como Zinco, Ferro e Potássio.

Como deixar o cabelo crescer?

É necessário ter paciência nesse período. Cada organismo funciona em seu próprio ritmo e, se você estiver tomando todos os cuidados necessários com a saúde do seu corpo e dos seus cabelos, o crescimento saudável das madeixas será uma consequência.

Para ajudar nesse processo de espera, você pode optar por fazer tranças Nagô, que são aquelas trancinhas lindas que ficam rentes à raiz, ou por fazer as Box Braids, tranças sintéticas que você pode utilizar para estender o comprimento dos fios. Ambas são excelentes opções para driblar a ansiedade de ter as madeixas longas novamente.

Uma dica importante é evitar o uso excessivo de ferramentas de calor neste período de transição capilar, já que elas podem ressecar os fios e deixá-los quebradiços. Sempre que quiser usar a chapinha ou o secador, não se esqueça de passar um bom protetor térmico antes.

Como fazer o cabelo crescer rápido: dicas de tratamentos

Junto com a alimentação, manter um Cronograma Capilar correto é outra dica importante sobre o que fazer para o cabelo crescer. Os cuidados corretos com os fios serão determinantes na saúde capilar. Capriche nas hidratações, faça umectação para garantir a nutrição do cabelo e para estimular o couro cabeludo, utilizando óleos vegetais para cabelos e máscaras de nutrição, e não se esqueça dos produtos de reconstrução. Com os cuidados certos, seus cabelos têm tudo para crescer satisfatoriamente, afinal, cabelos mais saudáveis crescem mais rápido.

Agora que você sabe como fazer o cabelo crescer mais rápido, capriche nos cuidados!

O que é Co-Wash e quais os benefícios dessa técnica?

Co-wash é uma técnica muito conhecida pelas cacheadas e crespas, mas se você ainda tem dúvidas sobre do que se trata, a gente te explica. Essa é uma maneira de higienizar os cabelos que dispensa o uso de shampoo e utiliza apenas o condicionador. Isso acontece porque alguns shampoos contêm em suas fórmulas agentes que limpam o couro cabeludo, mas que também retiram alguns nutrientes essenciais para a saúde dos fios, deixando-os mais ressecados. Esses nutrientes são o Sulfato, o Petrolato, o Silicone e os Óleos Minerais. Entretanto, não é com qualquer condicionador que se faz o Co-Wash. É necessário escolher um produto que tenha a fórmula liberada e que cumpra a função de higienizar os fios.

Qual a diferença entre co-wash e uma lavagem com shampoo liberado?

Shampoos liberados não possuem em sua fórmula os agentes que agridem os fios, por isso, promovem uma limpeza suave, retirando do cabelo apenas as impurezas e deixando a hidratação, os nutrientes e os óleos naturais.

Agora, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre o shampoo liberado e o Co-wash. Na verdade, a diferença é o produto. Você pode optar entre um ou outro, dependendo da sua escolha por abolir de vez o uso do shampoo ou apenas por abolir o uso de produtos que contenham agentes prejudiciais. Opte pelo que for melhor para você.

Benefícios do co-wash para cabelos em transição

O Co-wash é uma excelente maneira de manter a hidratação da fibra capilar e de proteger os fios de danos e ressecamentos causados por alguns tipos de shampoo. Quanto mais nutridos e hidratados estiverem seus fios, mais tranquila será a sua transição capilar.

Mantendo seu cronograma capilar, lavando os cabelos em dias alternados e fazendo o uso de Co-wash, suas madeixas têm tudo para passar tranquilamente pela transição.

Co-wash: passo a passo

O processo de lavagem dos cabelos com Co-Wash é bem simples. Veja:

1º passo: Molhe os cabelos com água morna, massageando por alguns minutos.

2º passo: Aplique a quantidade de produto equivalente ao que usaria de shampoo da raiz às pontas. Massageie suavemente.

3º passo: Por fim, enxágue o cabelo, retirando todo o produto.

Seguindo esses passos, você poderá ter cabelos mais saudáveis, macios e nutridos!

 

Fitagem: definição simples e prática

A fitagem é uma técnica de finalização bem simples e já conhecida pela maioria das cacheadas e crespas. Trata-se de uma forma de texturizar os fios, deixando-os mais definidos apenas com os dedos e um creme de pentear ou ativador de cachos. Essa técnica costuma controlar o volume e o frizz dos cabelos e é uma boa opção para quem não quer gastar muito tempo com uma texturização mais elaborada. Confira o passo a passo!

Como fazer fitagem no cabelo em transição: técnica de finalização para quem fez o BC

A fitagem é uma ótima opção para quem está passando pela transição capilar e optou por fazer o big chop. Você poderá fazer a fitagem em seus novos cachos e crespos normalmente, mas se quiser ainda mais definição, pode optar por outras técnicas de texturização, como dedoliss, bigudinho e coquinhos. Para quem ainda possui partes alisadas, o ideal é optar por estas últimas técnicas, pois elas proporcionam maior definição à parte lisa dos fios.

Fitagem simples: passo a passo

1º passo: Divida o cabelo úmido em algumas seções para facilitar o processo.

2º passo: Separe uma mecha fina e aplique o creme de pentear ou ativador de cachos em toda a extensão, penteando o cabelo com os dedos e separando a mecha em pequenas fitas.

3º passo: Repita em todas as mechas do cabelo.

4º passo: Amasse as fitas com as mãos em direção à raiz e deixe o cabelo secar.

Fitagem estruturada: como fazer?

A fitagem estruturada tem um processo bem semelhante ao da fitagem simples. A diferença é que depois de pentear a mecha com os dedos, você deverá enluvar fita por fita para potencializar a definição dos fios. O resultado fica bem legal.

A fitagem é apenas uma das formas de texturizar seus cachos e crespos. Escolha a técnica que você mais gosta e arrase!

 

Como cuidar de cabelos cacheados: as melhores dicas para ter fios incríveis

Cuidar dos cachos, crespos ou crespíssimos demanda alguns cuidados especiais e muito carinho, especialmente quando esses tipos de cabelo estão em transição. Devido ao formato de seus fios, é necessário hidratá-los e fortificá-los regularmente para que estejam sempre saudáveis e com boa aparência. Neste post, a gente te dá algumas dicas importantes de como cuidar de cabelos cacheados ressecados, infantis e com luzes. Confira!

Como cuidar de cabelos cacheados e ressecados

Cabelos ressecados indicam que os fios estão sofrendo com a falta de água e nutrientes importantes. Normalmente, isso é ocasionado pela influência de agentes externos sobre os fios, como os raios solares, a poluição, as altas temperaturas de ferramentas à base de calor e os produtos químicos.

Para recuperar a vitalidade dos fios, principalmente no caso dos cabelos em transição, é importante manter um Cronograma Capilar com maior ênfase na etapa de hidratação, que tem como função a reposição da água perdida pelos fios, deixando-os mais macios, brilhosos e com movimento.

Como cuidar de cabelos cacheados infantis

Existem alguns cuidados básicos para cuidar dos cachos e crespos da criançada. A primeira dica é: nada de pentear os cabelos quando estiverem secos. Além de desfazer os cachos e deixar os fios com muito volume, você possivelmente irá danificar o cabelo. Dê preferência aos pentes de dentes largos e apenas penteie os cabelos quando estiverem úmidos.

Utilize produtos específicos para o cabelo infantil. Eles costumam ter fórmulas mais leves, com cheiros mais suaves e menos substâncias que possam agredir os fios.

Hidrate regularmente os cabelos dos pequenos para evitar que os fios fiquem ressecados, lembrando-se sempre de utilizar produtos próprios para crianças.

Na hora de secar, você pode optar por utilizar um tecido de algodão, como uma fralda de pano ou uma camiseta que não usa mais. Seque os fios apertando-os de baixo para cima após passar o creme de pentear. Dessa forma, o tecido absorve o excesso de água e modela os cachinhos e crespos. Caso prefira o secador, utilize um difusor.

Como cuidar de cabelos cacheados com luzes

O cronograma capilar é especialmente importante nos cuidados de cabelos com luzes. Isso porque durante o processo de descoloração, quando as cutículas da fibra capilar se abrem para a remoção da pigmentação, alguns nutrientes importantes para a saúde dos fios são perdidos. Com esse tratamento, você garante a reposição das vitaminas, da massa capilar, da água e de todas as substâncias necessárias.

Essas são apenas algumas dicas de como cuidar de cabelos cacheados. Aqui, no Me Ajude na Transição, você encontra várias informações importantes para garantir que seus fios estejam sempre saudáveis e lindos!

Cacheadas: dicas para valorizar os seus fios

Uma coisa todas as cacheadas e crespas devem ter em comum: o orgulho de seus cachos! Os fios em espiral possuem uma textura incrível e oferecem tantas possibilidades de estilos que não tem como não amar! Neste post, a gente te conta alguns truques para valorizar suas madeixas. Confira!

Truques que toda cacheada deve conhecer!

Hidratação: antes, durante e depois da transição capilar. A hidratação é a melhor amiga das cacheadas e crespas. Por causa do formato em espiral dos cabelos, é difícil que a oleosidade natural do couro cabeludo atinja toda a extensão dos fios, o que faz com que os cacheados e crespos sejam mais ressecados. Por isso, caprichar na hidratação é fundamental.

Finalização: é a forma como as mulheres cacheadas ou crespas decidem definir os cabelos. Pode ser com fitagem ou com texturizações como coquinho e dedoliss. Os fios ficam com cachos mais formatados e com a textura mais evidente.

Penteados para o bad hair day: existem dias em que nada do que você faça com o cabelo te deixa satisfeita. Para esses momentos, você pode optar por penteados simples e que ficam lindos tanto nos cabelos cacheados quanto nos cabelos crespos. Tranças embutidas, coque rosquinha, half bun e rabo de cavalo abacaxi são apenas algumas das diversas possibilidades que existem.

Cronograma Capilar: é uma rotina de cuidados dividida entre hidratação, nutrição e reconstrução. São feitos semanalmente e devem ser adaptados de acordo com as necessidades dos seus fios.

Cacheadas em transição: dicas para passar por essa fase

A fase da transição é um momento delicado e pessoal, por isso, dicas para passar por esse processo são sempre bem-vindas.

Não sabe como lidar com as duas texturas dos fios? Faça texturizações! Dessa forma, você consegue cachear as pontas alisadas, deixando o visual incrível!

Apostou no big chop? Abuse dos acessórios para incrementar o visual, como bandanas, tiaras, faixas e turbantes.

Tenha paciência e ignore os comentários negativos! Você escolheu passar por esse processo porque acredita que é o melhor para você, então, não dê ouvidos às críticas. Para se inspirar, confira frases de cacheadas que passaram por essas situações de cabeça erguida!

Blogueiras cacheadas: como elas passaram pela transição e como cuidam dos cabelos?

Para você se inspirar ainda mais, convidamos algumas cacheadas e crespas incríveis para compartilhar suas experiências com a transição capilar e alguns dos truques que elas usam para cuidar dos cabelos. Aqui, no Me Ajude na Transição, você encontra toda a informação e o apoio necessário para passar por essa fase da forma mais tranquila possível. #FicaCacheada #FicaCrespa