A transição capilar é uma fase muito marcante e extremamente particular, que fala muito sobre autoconhecimento e autoaceitação, indo muito além de retornar à estrutura natural dos cabelos com ondas, cachos ou crespos.

Durante esse período tão singular, várias questões são enfrentadas, e uma das que mais se destaca é, sem dúvida, a temida presença das duas texturas nos fios. Mas, antes de tudo, vamos entender o que é transição capilar e, então, como é possível atravessar e vencer essa fase.

O que é transição capilar?

Amiga, você precisa saber que a transição capilar é um processo que acontece de dentro para fora. Sim, é primeiramente uma fase de aceitação e de amor próprio. Só então a sua escolha é refletida nos cabelos, em que as químicas que antes davam aos fios um aspecto bem lisinho e alinhado são deixadas de lado, dando lugar à forma natural do seu cabelo: ondulado, cacheado ou crespo.

Os cabelos em transição capilar demandam cuidados muito específicos, pois, como os fios passam a ter duas texturas, é muito importante seguir um cronograma capilar completo, fazendo hidratações, nutrições e reconstruções intercaladas para garantir a saúde da nova estrutura dos seus cabelos. A transição capilar é, normalmente, um período longo e nem sempre fácil, mas o resultado vale a pena!

É importante lembrar que, durante muitos anos, o padrão de beleza que ditava que o cabelo liso era superior aos demais levou muitas meninas a aplicarem químicas alisantes nas madeixas por muito tempo. Agora, com a quebra dessa padronização e a grande quantidade de informação disseminada sobre como cuidar corretamente dos cachos e crespos em sua forma natural, a transição capilar é a grande oportunidade de livrar-se, definitivamente, das técnicas de alisamento e dos procedimentos químicos responsáveis por deixar o cabelo enfraquecido e danificado.

transicao capilar 1 transicao capilar 2

Transição capilar: como atravessar essa fase?

Apesar de o resultado da transição capilar ser extremamente recompensador, o caminho não é fácil de ser trilhado, principalmente pela grande mudança no visual e pelo processo de desenvolvimento da autoestima ao ter que cortar o cabelo. Dessa forma, para responder à famosa questão “como fazer transição capilar?”, destacamos que é possível atravessar essa fase de três formas, acompanhe:
A primeira é realizando o big chop, ou seja, o grande corte que elimina, de uma única vez, toda a parte quimicamente tratada dos fios, concedendo total liberdade para que os novos cachos e crespos cresçam. Contudo, é importante enfatizar que o big chop NÃO É uma regra da transição capilar, e você deve fazê-lo somente quando se sentir totalmente pronta e segura para essa mudança. Uma dica bacana é buscar inspirações de cortes e fotos de transição capilar antes e depois, para motivar esse importante passo.

big chop 1 big chop 3 big chop 2

A segunda forma de vivenciar a transição é cortar os cabelos de maneira gradativa, ou seja, conforme os fios naturais crescem. Muitas meninas apostam nessa modalidade até se adaptarem melhor ao novo visual. E, quando falamos sobre transição capilar, cortes não faltam! Mas é aí que as duas texturas aparecem: a raiz natural e as pontas alisadas. A partir desse ponto, aplicar diferentes técnicas de texturização para uniformizar as madeixas é o caminho!

A terceira forma de vivenciar a fase de transição capilar é apostar no trançado dos fios, isto é, na famosa técnica box braids,  em que os cabelos naturais são trançados a fios sintéticos do tipo jumbo, kanekalon ou lã, até que a pessoa tenha segurança para exibir as madeixas naturais. É válido afirmar que, ao seguir corretamente as indicações do profissional de trançado, as box braids não danificam o cabelo natural e, ainda, auxiliam no crescimento das madeixas.

box braids 1 box braids 3 box braids 2

Técnicas de texturização para os fios durante a transição

Se você decidiu cortar os cabelos aos poucos, as técnicas de texturização são verdadeiras aliadas para quem quer cachear a parte alisada dos cabelos com o objetivo de uniformizar as duas texturas. Há diversas formas de texturizar os fios, e você pode testá-las para descobrir o resultado que cada uma delas irá proporcionar ao seu visual.

Entre as principais técnicas para texturização capilar, indicadas especialmente para quem está em fase de transição, destacam-se:

  • Fitagem estruturada, em que os fios – ainda molhados – são divididos em “fitas”, envolvidas em creme de pentear ou ativador de cachos para auxiliar na formatação. A ação de amassar os fios em direção à raiz também auxilia na memorização dos cachos;
  • Técnica dedoliss, em que os fios úmidos e desembaraçados com um bom produto finalizador são divididos em pequenas mechas e, com o auxílio do dedo indicador, cacheia-se mecha por mecha. Quando os fios estiverem secos, as mechas devem ser soltas delicadamente, com o auxílio de um óleo umectante ou um reparador de pontas;
  • Técnica twist, em que os fios molhados e enluvados com creme de pentear são divididos em mechas duplas entrelaçadas, imitando o movimento de um tornado. Com os fios totalmente secos, é preciso desfazer o movimento, garantindo o ganho de volume nos cabelos;
  • Técnica coquinhos, em que os cabelos úmidos e condicionados por um bom finalizador são divididos em pequenas mechas e enrolados até a nuca, em formato de pequenos coques e presos com grampos. Com os cabelos totalmente secos, é preciso soltar coque por coque e liberar os cachos;
  • Técnica bigudins, em que os fios úmidos, desembaraçados e condicionados são enrolados em um acessório conhecido como bigudins ou bigudinhos (que pode apresentar três formatos: espiral, circular ou cilíndrico). Após os cabelos estarem completamente secos, basta soltar o acessório e deixar as mechas mais livres.

texturizações

Ao identificar as técnicas de texturização que mais favorecem o resultado desejado em seus cabelos, é hora de escolher os melhores finalizadores para seus fios. Afinal, quando falamos em transição capilar, produtos específicos são indispensáveis! Por isso, destacamos que a linha #todecacho da Salon Line manda muito bem e é uma ótima aliada para sua transição!

Transição capilar: conheça a linha de produtos #todecacho

A linha Transição Capilar #todecacho oferece o poderoso Gel Creme Transição Capilar {Do Meu Cabelo Cuido Eu!}, que garante uma finalização que vai ser puro sucesso por onde você passar! Mas, além desse produto, essa linha especial também conta com: Shampoo, Condicionador, Máscara de Hidratação, Óleo de Umectação e Gelatina para cabelos em transição.

Toda a linha #todecacho Transição Capilar foi criada especialmente para você que é decidida, de personalidade forte e que deseja se libertar dos padrões! São produtos ricos em ativos turbinados para tratar seus fios e, de quebra, dar aquela segurança que você tanto precisa para obter uma finalização sensacional! A vida é feita de muitas fases, e queremos que você fique GATA em todas elas! Passe pela transição capilar divando como nunca!

transicao capilar 3 transicao capilar 4

Por fim, outra dúvida muito frequente sobre o assunto é: “Transição capilar, quanto tempo dura?” Essa é uma questão que não tem resposta definitiva, pois esse tempo varia de pessoa para pessoa, especialmente pelo fator de aceitação a uma mudança tão radical na aparência. Por isso, amiga, fica aqui o nosso conselho: não adianta ter pressa! Viva esse momento de transição capilar como a experiência única que realmente é, e que marcará sua vida e sua liberdade para sempre!

 

E aí, pronta para viver e vencer a transição capilar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *