A queratina é uma substância essencial para a saúde capilar, principalmente para os cabelos em transição. Ao perceber que seus fios apresentam fraqueza, porosidade e quebras constantes, é de queratina que eles precisam! Sabendo que, durante a fase da transição capilar, os fios demandam cuidados intensos, confira como suprir essa necessidade de queratina. Vamos lá?

Queratina: o que é?

Podemos classificar a queratina como uma proteína fibrosa produzida pelo organismo humano. Esta substância é responsável por 90% do fio de cabelo e é capaz de garantir a resistência, a elasticidade e a força da fibra capilar, pois é rica em aminoácidos, como arginina, cisteína, leucina e outros.

Embora os cabelos sejam constituídos por queratina, esta substância é facilmente perdida no dia a dia devido a alguns fatores externos, como poluição, cloro da água, incidência de luz solar, processos de coloração e descoloração e outros. A consequência de fios sem queratina é o enfraquecimento, a quebra e o ressecamento das madeixas.

Queratina: a importância da reconstrução para os fios em transição

Os cabelos em transição precisam de maior índice de atenção na rotina de cuidados. Isso porque há novos fios naturais nascendo, enquanto há um comprimento mais ressecado pelos processos químicos alisantes e, ainda, há o ponto de encontro entre essas duas texturas. Dessa forma, temos fios frágeis que precisam de queratina para não quebrarem e dificultarem a fase de transição.

Dessa forma, ao fazer a reposição de queratina, é possível abraçar nutrientes essenciais à saúde dos cabelos e promover o fortalecimento da estrutura, a redução de frizz, a melhora no alinhamento dos fios e a renovação da aparência saudável, inclusive para quem possui cabelos coloridos nas pontas e também cabelo branco platinado.

É válido destacar que a maneira mais indicada de repor queratina aos cabelos em transição é por meio de uma reconstrução capilar, isto é, um tratamento parte de uma rotina de cuidados conhecido como cronograma capilar, que engloba hidratação caseira, nutrição/umectação e reconstrução.

Queratina: como saber se seus fios precisam de reconstrução?

Para saber exatamente se os seus cabelos precisam de reconstrução, além de notar os sintomas já citados, fazer um teste de porosidade é o ideal. Para isso, basta pegar um fio de cabelo e colocá-lo em um recipiente transparente com água.

O resultado será indicado pela reação do fio: se o cabelo boiar, ele precisa de uma boa hidratação para repor água e nutrientes. Se o fio de cabelo não afundar nem boiar, ele precisa de nutrição para garantir a reposição de lipídios. Mas se o fio afundar, significa que ele está poroso e precisa de reconstrução para repor queratina.

Queratina: frequência da reconstrução dos fios

Em comparação com os demais tratamentos, a reconstrução é a etapa mais potente do cronograma capilar. Justamente por isso, inclusive para quem possui fios em transição, a reposição de queratina não deve ser excessiva, pois pode deixar os cabelos endurecidos. Dessa forma, indica-se que esse tratamento seja incluído na rotina de cuidados apenas a cada 15 dias.

No entanto, para os casos de fios extremamente danificados e quebradiços, a reconstrução capilar pode ser feita semanalmente dentro de um período preestabelecido. Por fim, para fazer a escolha certa das melhores máscaras com poder reconstrutor, considere os seguintes ativos presentes na composição: creatina, colágeno, aminoácidos, arginina, além de queratina.

Agora que você sabe a real importância da reposição de queratina para os cabelos em fase de transição capilar, já pode incluir essa substância nos cuidados com os fios e, assim, obter madeixas muito mais fortes, resistentes e saudáveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *