A transição capilar é a melhor amiga de quem deseja abandonar de vez o uso de químicas como relaxamentos ou alisamentos. Com ela, os cabelos cacheados ficam livres, leves, soltos e muito mais saudáveis. O que muita gente não imagina é que algumas pessoas resolvem passar por essa fase justamente porque teve um corte químico. Mas o que é isso? O corte químico geralmente acontece quando é utilizada químicas incompatíveis nos cabelos, o que pode ocasionar uma quebra agressiva entre as madeixas virgens e as quimicamente tratadas. Veja mais sobre o assunto.

mulher com os cabelos quebradiços por corte químico

Corte químico: causas

Alguns procedimentos são incompatíveis, como por exemplo: Guanidina e Tioglicolato de Amônia. Esses produtos se aplicados na mesma mecha causam uma quebra instantânea nos fios. Assim como, o excesso de alisamentos e relaxamentos em cabelos fragilizados. A coloração em excesso também pode ocasionar um corte químico. Portanto, é fundamental estar sempre atenta a saúde das madeixas. Confira os sintomas.

Corte químico: sintomas

Para saber se você teve um corte químico é simples. Basta analisar se o seu cabelo apresentou algumas das características abaixo.

– Quebra com facilidade, como se estivesse se desmanchando;

– Fio elástico: você puxa o cabelo e ele volta como se fosse uma mola;

– Pontas duplas e triplas e ainda com pontinhos brancos;

– Cabelo sem nenhum brilho e com textura super áspera;

– Queda excessiva. Na dúvida, é sempre importante procurar um médico dermatologista para averiguar de fato a causa da queda e indicar o tratamento mais adequado para as suas madeixas.

Corte químico: teste de mecha

Para evitar qualquer tipo de corte químico, é necessário sempre realizar o teste de mecha nos cabelos. Por exemplo, se você vai investir em uma coloração, aplique antes o produto em uma pequena mecha na parte atrás da cabeça e aguarde o tempo indicado. Se ocorrer quebra, aquecimento ou qualquer outro dano, não realize o procedimento. Essa dica vale inclusive para quem passou pela transição capilar e hoje exibe cabelos cacheados e crespos lindos por onde passa.

Corte químico: cronograma capilar e queratina

Não dá para negar que o cronograma capilar é um tratamento completíssimo e que ajuda a recuperar a saúde das madeixas né?! Ele intercala três tratamentos principais: hidratação, nutrição e reconstrução. E cada etapa do tratamento oferece uma solução específica para cabelos danificados por diversos fatores, inclusive procedimentos químicos como alisamento/relaxamento e coloração. Para quem sofreu o corte químico, a reconstrução é a etapa mais indicada uma vez que ela age na reposição de proteína aos fios, especialmente a Queratina. Se os cabelos estão extremamente danificados e elásticos, devem passar pela reconstrução capilar semanalmente. A queratina é responsável por garantir força, elasticidade e resistência a fibra capilar, pois é riquíssima em aminoácidos e uma poderosa reconstrutora da fibra danificada.  

Para saber mais sobre queratina no cuidado capilar clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *