O cabelo chanel é um clássico que nunca sai de moda. Há anos se mantém como um dos estilos favoritos de muitas mulheres e, hoje, há diversas variações do corte que se adaptam facilmente ao cabelo ondulado, cacheado ou crespo.

Quem vive a transição capilar sabe que cortar os fios é algo inevitável. Os cortes de cabelo são necessários para eliminar as pontas alisadas e dar lugar aos novos fios naturais. Há quem prefira manter o cabelo grande e ir cortando as pontas à medida que a raiz cresce. Outras preferem os fios curtos, e aderem ao cabelo chanel ou outros cortes do mesmo estilo.

Entre as vantagens do corte de cabelo chanel para as donas de fios em transição estão permitir que a maior parte da química seja cortada de uma vez e facilitar o momento de estilizar as madeixas.

Neste post, a gente explica como surgiu o famoso cabelo chanel, quais as variações e como você pode estilizar os fios curtinhos. Confira!

Cabelo chanel: o que é?

O chanel tradicional é um corte de cabelo que se caracteriza por apresentar os fios bem curtos, na altura do queixo, rentes à nuca e com a base reta. É um corte que dá bastante destaque aos ângulos do rosto e que tem um visual bem atemporal. É uma ótima escolha para quem deseja um estilo prático e moderno.

Para quem está em transição capilar, o cabelo chanel pode ser uma maneira de eliminar a maioria das pontas lisas sem cortar todo o comprimento dos fios. Você pode, por exemplo, aderir ao chanel e depois cortar as pontas gradualmente, para se habituar aos poucos com a textura natural das suas madeixas.

Cabelo chanel: de onde surgiu?

Esse corte de cabelo curto e reto, chamado originalmente de bob, surgiu na primeira década do século 20, uma época em que as mulheres passaram a defender seus direitos e a aderir aos fios curtos. Mas foi só em 1918 que o modelo passou a ser chamado de chanel, graças à famosa estilista francesa Gabrielle Bonheur Chanel, que começou a exibir o corte.

Naquela época, Coco Chanel, como ficou conhecida, começava a ganhar destaque no mundo da moda por suas criações originais e pelas transformações e questionamentos que suas roupas representavam. Ela trouxe calças, jaquetas e cintos para as mulheres, itens que não eram tão utilizados até então.

Cabelo chanel: principais variações

Algumas das variações do cabelo chanel são:

Chanel de bico

Esse corte se caracteriza por ter a parte de trás do cabelo cortada na altura da nuca e a frente apresenta um longo bico. As pontinhas são levemente repicadas.

cabelo chanel

Chanel repicado

O corte é feito na altura do queixo, tanto nos fios de trás quanto nos da frente, e todo o comprimento do cabelo é levemente repicado, dando mais movimento e deixando as pontas desconectadas.

cortes-de-cabelo-feminino-2

Chanel assimétrico

Esse estilo apresenta os fios de trás da cabeça cortados na altura da nuca. O diferencial do assimétrico está nos fios da frente, que em uma das laterais são mais compridos do que na outra, como se tivesse uma longa franja lateral.

Chanel assimétrico

Cabelo chanel combina com cacheadas?

O cabelo chanel combina com todos os tipos de fios, inclusive os ondulados, cacheados e crespos. Esse estilo também é conhecido como bob crespo. Para as cacheadas e crespas que querem apostar no corte, a dica é conversar com um bom cabeleireiro para que, juntos, vocês possam decidir a melhor forma de cortar os fios.

Cabelo chanel: como estilizar

Para estilizar seu cabelo chanel, utilize sempre um bom finalizador. Cremes de pentear, ativadores de cachos e gelatinas capilares ajudam a definir os cachos e a deixá-los do jeitinho que você quer.

Além disso, não se esqueça de caprichar no tratamento capilar. Hidratações, nutrições e reconstruções periódicas garantem que suas madeixas estejam sempre saudáveis e lindas!

Vai apostar no cabelo chanel? Siga nossas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *