Cada vez mais cresce o número de mulheres que deixam de ser reféns de alisamentos e assumem seu cabelo natural. Em decorrência disso, muitas apostam nas famosas tranças africanas, não só para mudar o visual, como também forma de ajuda na transição capilar (momento este em que duas ou mais texturas diferentes estão presentes na cabeça). Sendo assim, se você quer conhecer as particularidades de cada modelo e saber mais sobre as extensões sintéticas, fique de olho aqui!

Mulher com tranças africanas

Tipos de tranças africanas

Box braids – clássicas e versáteis

As box braids são velhas conhecidas e existem há muito tempo. No passado, essa técnica era ensinada e passada de mãe para filha ou entre amigas. Por isso, é muito comum encontrar mulheres que fazem essa trança em casa. Além de clássica, o modelo é super versátil e democrático já que combina com todos os formatos de rosto e tipos de texturas: do 2A ao cabelo 4C. A fibra pode ser de kanekalon, jumbo, lã ou linha. Contudo, o modelo mais usual e com melhor custo benefício é o jumbo. Além disso, sua durabilidade é maior, a aparência é menos artificial e o peso é mais leve. Vale a pena investir!

Mulher com tranças africanas, box braids

 

Tranças nagô – personalidade e atitude

Outro clássico muito procurado no universo de penteados afro é a famosa trança nagô. Ela é usada por homens e mulheres com qualquer tipo de cabelo. Nela, é possível fazer desenhos ao trançar e, com isso, deixar o visual com mais personalidade e atitude. Normalmente a trança nagô dura cerca de uma ou duas semanas e os cuidados são fundamentais para que o cabelo fique bonito e perfeito por mais tempo.

Mulher com tranças africanas, nagô

trança nagô com desenhos

Twists – mil e uma possibilidades

Essa é uma técnica que já conquistou o coração das cacheadas e crespas mais antenadas. Os twists são como uma trança de duas mechas e normalmente são feitos com a técnica de entrelace, também conhecida como crochet braids. Nela, a trança começa rasteira na cabeça toda e depois, com a ajuda de uma agulha especializada, são passadas mechas de twists que já são comercializadas prontas. Outra maneira também usada é enrolar seus próprios twists nos cabelos sintéticos. Dica: as fibras mais plastificadas, como o kanekalon, devem ser deixadas de lado.

Mulher com tranças africanas

Tranças africanas – inspirações

Mulher com tranças africanas

Mulher com tranças africanas

Mulher com tranças africanas

Mulher com tranças africanas

Mulher com tranças africanas

Mulher com tranças africanas

Agora é só escolher quais modelos de tranças africanas são mais a sua cara e personalidade, e arrasar. Vale lembrar que o ideal é fazer qualquer uma dessas técnicas com uma pessoa especializada no assunto, ok?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *